Menu

O “como”, “por que” e “onde” de Duke Nukem em Bulletstorm: Full Clip Edition

Bulletstorm: Full Clip Edition chega no dia 7 de abril e, como já mencionado, tem muito conteúdo novo para desfrutar. Os novos Echo Maps, o novo modo de campanha Overkill e o visual atualizado são apenas algumas das novidades que fazem do Bulletstorm a experiência definitiva. Além de tudo isso, estamos especialmente animados com o add-on Duke Nukem’s Bulletstorm Tour, que é gratuito quando você faz a pré-encomenda! Com este add-on, você poderá jogar todo o modo campanha Bulletstorm como Duke, completo com todos os novos diálogos na voz do próprio Duke, Jon St. John! Pedimos a algumas das pessoas próximas ao projeto que nos ajudassem a analisar um pouco mais a fundo a ideia de incluir Duke em Bulletstorm: Full Clip Edition — especialmente como e por que isso aconteceu. Quanto a “onde”? Bem, vamos falar disso também.

DukeBlog1

Como?

Vamos começar com o “como” — como Duke Nukem acabou no Bulletstorm? Tudo começou com o objetivo de proporcionar algo novo e premiar os jogadores que apoiam o jogo fazendo a pré-encomenda. Bulletstorm: Full Clip Edition tem tudo a ver com conteúdo novo e atualizações, mas e quanto aos jogadores que fazem a pré-encomenda? O que poderíamos fazer por eles? As equipes da People Can Fly e da Gearbox Publishing começaram a pensar nisso. O gerente da marca Gearbox Publishing, Jeff Skal, lembra: “A ideia original era bem simples: e se oferecêssemos aos jogadores uma incrível skin do Duke Nukem Multiplayer? Então pensamos, “por que parar aí? Uma skin? Podemos fazer melhor do que isso!’” A ideia evoluiu até que a skin se tornasse algo que pudesse aprimorar a experiência do modo campanha — a história de Bulletstorm vista através da perspectiva do próprio The King. Com isso, a equipe da People Can Fly definiu a criação de uma experiência Bulletstorm inteiramente nova. O processo não foi fácil, no entanto, como observa Jeff, esse tipo de coisa pode ser complicado:

“Assim que decidimos adicionar Duke ao jogo, o próximo desafio foi descobrir como todas as peças se encaixariam. Como você pode imaginar, existem alguns desafios únicos que vêm à tona quando se tenta trocar algum protagonista com o Duke — especialmente quando você o coloca em uma história tão intensa e pessoal, como a de Bulletstorm.”

DukeBlog2

Por quê?

A ideia parece pouco convencional, e é. Mas quando realmente pensamos nisso, fez muito sentido. Duke Nukem e Bulletstorm têm muito em comum – ambos são “passeios de montanha-russa cheios de ação, que dizem o que você pensa”. Além disso, Duke sabe uma coisa ou outra sobre estar em situações hostis nas quais somente sua inteligência e uma arma gigante estão entre ele e a aniquilação. O Duke e a equipe do Bulletstorm jogam bem e se entendem? Só há uma maneira de descobrir. Em última análise, a ideia era tornar o Bulletstorm: Full Clip Edition ainda mais divertido, e Jeff concorda, adicionar o Duke é uma ótima maneira de fazer isso: “O resultado final é muito divertido: ele encontra-se nesta viagem alucinante em um planeta estranho, se perguntando por que todo mundo continua o chamando de ‘Gray’ e, com aquele jeitão peculiar do Duke, é incapaz de ajudar, mas mesmo assim tenta ser o herói — soltando piadas caminho afora.”

DukeBlog3

Onde?

A resposta simples para essa pergunta é “por toda parte”. Como mencionamos, Duke aparece como parte do add-on Duke Nukem’s Bulletstorm Tour, isto mas é mais do que apenas um add-on; é sua chance de jogar o modo campanha de Bulletstorm como Duke. Isso significa que o Duke está realmente em todos os lugares, e com esse novo diálogo que mencionamos anteriormente, você pode apostar que não haverá sequer um momento de tédio. Estamos muito contentes por trazer Duke Nukem ao Bulletstorm? Saiba disso com Jon St. John, a voz do Duke — “Não estamos só felizes, estamos emocionados! Este já era um jogo agressivo, e agora que você pode jogar como Duke, é ainda mais agressivo!” Esse era exatamente o nosso sentimento, por isso que Jon foi aproveitado para o novo diálogo, que é a essência do Duke. Jon disse o seguinte:

“Eu estava muito animado com isso. Na verdade, depois que me mostraram a jogabilidade e as cenas onde ouvi a fala do personagem principal, Grayson, eu não podia esperar para entrar no estúdio e gravar algumas das falas hilariantes, e digamos, “coloridas”!”

Colorido é uma ótima maneira de descrever Duke Nukem’s Bulletstorm Tour. Não apenas com relação ao diálogo, mas também no sentido de que jogar como Duke agrega diversão a um modo campanha já divertido. É um exemplo perfeito de por quê Bulletstorm: Full Clip Edition é mais do que apenas uma remasterização — é uma reinvenção. Novo conteúdo, elementos visuais recém-atualizados e recursos extras como Duke Nukem’s Bulletstorm Tour provam que esta é sem dúvidas a experiência definitiva do Bulletstorm. A jogabilidade visceral, sem limites, está de volta. E agora você pode senti-la como The King!